Balanço de oferta e demanda global apertado reflete no Índice de Poder de Compra de F...

14/10/2021
Posted by: Thiago Agro Forte

Oferta maior no país vizinho mantém espaço menor para reação dos prêmios brasileiros

Em setembro, o Índice de Poder de Compra de Fertilizantes (IPCF) ficou em 1,26, apresentando pequena alta em relação ao índice de 1,20 de agosto. O indicador divulgado mensalmente pela Mosaic Fertilizantes retrata o poder de compra do produtor em comparação aos preços das principais commodities agrícolas.

O mercado de fertilizantes continua aquecido, mantendo um balanço de oferta e demanda global apertado para todas as linhas de produtos. O índice de setembro também reflete os recentes incrementos de custos de produção por questões macroeconômicas, como valor do gás natural e petróleo.

Durante o mês passado, os preços das commodities agrícolas se mantiveram estáveis, com pouca variação. A cultura do milho apresentou ligeira redução de preço, muito provavelmente em função da isenção de impostos para importação até 31 de dezembro – que tem por objetivo manter o equilíbrio na oferta deste produto no mercado doméstico, principalmente para ajudar nos custos de produção e abastecimento de proteína animal de aves e suínos.

Importante salientar que a rentabilidade das principais lavouras no Brasil continua positiva, impulsionada pelos preços internacionais das commodities agrícolas e pela taxa de câmbio atual.

Entendendo o IPCF

O IPCF é divulgado mensalmente e consiste na relação entre indicadores de preços de fertilizantes e de commodities agrícolas. Uma relação menor que 1,0 indica que os fertilizantes estão mais acessíveis do que no mesmo período em 2017, e uma relação maior que 1,00 significa que os adubos estão menos acessíveis em comparação com o mesmo período. O cálculo do IPCF leva em consideração as principais lavouras brasileiras: soja, milho, açúcar, etanol e algodão.

 

Por: Notícias Agricolas – https://www.noticiasagricolas.com.br

Fonte: ICPF